10 maio 2013

Rute 1


 A história de Rute ocorreu durante a época dos juízes, é contada em apenas cinco capítulos no antigo testamento. Mas através da meditação no livro de Rute pude aprender muito, e estarei dividindo com vocês.

 Só Deus sabe o que se passa no coração de uma mulher e suas reais intenções, somos graciosas, influenciadoras, belas e temos todas as ferramentas necessárias para disfarçar o que na realidade está dentro de nós. É muito comum conhecermos uma mulher extremamente bonita, com sua vida financeira prospera, família bem estruturada, reforçando de todas as maneiras a aparência de uma felicidade que na verdade não existe nem nunca existiu. Na verdade, são depressivas, amarguradas e infelizes, mas a aparência que elas apresentam, é bem diferente.

 Nos temos esse defeito de querer que as pessoas vejam a nossa aparência de que esta tudo bem, quando na verdade não está. De querermos mostrar ser, aquilo que não somos, e de querer se sair como inocente, quando está cheia de maldade em suas intenções. Só que a Deus não se engana, Ele sabe da sua verdade e aí que a nossa querida Rute entra...

 Rute havia perdido o marido, sua sogra estava indo a uma terra distante, a qual não se sabia se era o certo, viúva ela poderia voltar a casa de seus pais, mas ela decidiu, e implorou, e até chorou para ir com a sua sogra. Eu pergunto por que?

 E foi o mesmo que Noemi sua sogra o fez.

"Porém Noemi disse: Voltai, minhas filhas! Por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no ventre filhos, para que vos sejam por maridos?
Tornai, filhas minhas! Ide-vos embora, porque sou velha demais para ter marido. Ainda quando eu dissesse: tenho esperança ou ainda que esta noite tivesse marido e houvesse filhos,
esperá-lo-íeis até que viessem  a ser grandes? Abster-vos-íeis de tomardes marido? Não filhas minhas! Porque, por vossa causa, a mim me amarga o ter o Senhor descarregado contra mim a sua mão." Rute 1 - 11,13

  Era costume naquela época, outros filhos serem dados por maridos as viúvas, mas Noemi era idosa não teria marido, muito menos filhos. Estava partindo para o incerto, suas noras não tinham futuro com ela, deviam voltar para casa de seus pais para arrumarem outros maridos. Ou seja, o que Rute tinha a ganhar partindo com Noemi para Belém? Nada. Ela não ganhava nada com aquilo, ao contrário. Mas assim ela o fez, sem segundas intenções, sem interesse nenhum e em nada. Ela o fez apenas por amor, amor a sua sogra.

"Então, de novo, choraram em voz alta; Orfa, com um beijo, se despediu de sua sogra, porém Rute se apegou a ela." Rute 1 - 14

 Quando nossas intenções são boas elas tranparecem o caráter de Deus e exalam a o gozo do Espírito Santo. Tenho certeza que as intenções de Rute eram de ser amiga de Noemi, ser sua companheira, cuidar dela pois era idosa, honrar a mãe do seu falecido esposo, prover o necessário para as duas, ela não precisava fazer, mas fez por amor.


Facebook | Twitter | Instagram | Youtube | Snapchat {tatianelabarba}

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...